Projeto MITIExcell

O MITIExcell melhorará a capacidade da ARDITI em investigação e desenvolvimento tecnológico, ampliando o potencial humano e promovendo uma massa crítica de investigadores com experiência interdisciplinar em interação homem-computador (HCI) procurando investigar e desenvolver soluções inovadoras humanísticas e tecnológicas, que aproveitem as vantagens do posicionamento geográfico ultraperiférico da Madeira na promoção da justiça social, sustentabilidade ambiental e motivação das comunidades pelas novas tecnologias e redes sociais. Também trabalhará em ferramentas de análise de tendências em turismo e marketing, complementadas com experiência transmídia. O projeto de três anos irá alavancar parcerias internacionais com a Carnegie Mellon University, University of Texas em Austin e University College London, no aspecto de I&D.

  

Designação do Projeto:   MITIExcell "Excelência Internacional de IDT&I nas TIC"
Código do Projeto:   M1420-01-0145-FEDER-000002
Objetivo Principal:   Melhorar a capacidade em Investigação e Desenvolvimento Tecnológico
Região de Intervenção:   Região Autónoma da Madeira
Entidade Beneficiária:   Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação
Data de Aprovação:   29-01-2016
Data de Início:   01-07-2015
Data de Conclusão:   31-05-2021
Custo Total Elegível:   2.586.560,17
Apoio Financeiro
da UE - FEDER:
  2.198.576,15
Website:    

 

Cores FEDER

Projeto SPECULATIVEEDU

 

SPECULATIVEEDU

 

O principal objetivo deste projeto é fortalecer a educação especulativa em design, coletando e trocando conhecimentos e experiências existentes, enquanto desenvolvemos novos métodos nesse campo emergente de design. Ao criar uma parceria estratégica transnacional, construída em diferentes contextos e experiências em toda a Europa, ele criará uma estrutura para o intercâmbio de idéias e abordagens e desenvolverá um conjunto de ferramentas de recursos para a educação especulativa em design. No contexto das condições sociais, tecnológicas, de mídia e econômicas que mudam rapidamente, um número crescente de designers está desenvolvendo novas abordagens para o design. Esses "novos designers" agem nas fronteiras das disciplinas tradicionalmente definidas, obscurecendo as distinções entre elas. Em suas pesquisas, esses novos designers se envolvem com diversos campos da ciência, principalmente ciências da computação e engenharia, sociologia, psicologia, arquitetura, biotecnologia, nanotecnologia etc., com o objetivo de refletir criticamente sobre o desenvolvimento e o papel da tecnologia na sociedade. 

 

Designação do Projeto:   SpeculativeEDU
Programa:   ERASMUS+
Data de Início:   01/10/2018
Data de Conclusão:   31/03/2021
Orçamento Total:   267.140,00€
Apoio Financeiro:   267.140,00€
Orçamento ARDITI:   35.370,00€
Apoio Financeiro ARDITI:   35.370,00€
Coordenador:    
Parceiros:   GOLDSMITHS' COLLEGE (UK) , Human Ecosystems Relazioni s.r.l. (IT) EDINBURGH NAPIER UNIVERSITY (UK) , INSTITUT ZA TRANSMEDIJSKI DIZAJN - ZAVOD ZA UMETNISKO USTVARJANJE (SI)
Site do Projeto:   https://speculativeedu.eu/

 

 

Erasmus

 

 

Projeto FI-MAC

FIMAC 1

Plataforma para o desenvolvimento das PME (Pequenas e Médias Empresas) da Macaronésia através da utilização das tecnologias da Internet do Futuro.

Objetivos:

  • Melhorar a competitividade das PME;
  • Criação de condições para a internacionalização de empresas;
  • Transferência de conhecimento;
  • Implementação das tecnologias futuras de Internet;
  • Internacionalização FI-MAC.

   

Designação do Projeto:   FI-MAC
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/11/2016
Data de Conclusão:   31/03/2021
Orçamento Total:   889.687,02€
Apoio Financeiro:   756.233,97€
Orçamento ARDITI:   92.700,04€
Apoio Financeiro ARDITI:   78.795,03€
Coordenador:   CABILDO INSULAR DE LA PALMA;
Parceiros:  

CABILDO INSULAR DE LA PALMA;

ASOCIACIÓN DE EMPRESAS TECNOLÓGICAS INNOVALIA;

FGULL. FUNDACIÓN GENERAL UNIVERSIDAD DE LA LAGUNA;

MITI - MADEIRA INTERACTIVE TECHNOLOGIES INSTITUTE;

ASSOCIAÇÂO FRCT. FUNDO REGIONAL PARA A CIÊNCIA E TECNOLOGIA;

CÂMARA DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE PONTA DELGADA;

Site do Projeto:  


 

Interreg MAC 2014 2020 

 

 

 

 

 

 

Projeto FIIHUB

 

fiiHUB

O objetivo geral do FiiHUB é criar e executar o primeiro centro de referência tecnológica para o desenvolvimento do ecossistema empresarial e de empreendedorismo da Macaronésia, vinculado ao desenvolvimento de serviços inteligentes integrados nas tecnologias da Internet do Futuro e ligados à rede internacional do FIWARE iHub.

 

Designação do Projeto:   FiiHUB
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/09/2019
Data de Conclusão:   31/12/2022
Orçamento Total:   899.377,22€
Apoio Financeiro:   764.436,64€
Orçamento ARDITI:   105.370,2€
Apoio Financeiro ARDITI:   89.566,06€
Coordenador:   CABILDO INSULAR DE LA PALMA;
Parceiros:  

CABILDO INSULAR DE LA PALMA;

ASOCIACIÓN DE EMPRESAS TECNOLÓGICAS INNOVALIA;

FGULL - FUNDACIÓN GENERAL UNIVERSIDAD DE LA LAGUNA;

SPEGC - SOCIEDAD DE PROMOCIÓN ECONÓMICA DE GRAN CANARIA, S.A.U.;

MITI - MADEIRA INTERACTIVE TECHNOLOGIES INSTITUTE;

ASSOCIAÇÂO FRCT - FUNDO REGIONAL PARA A CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS AÇORES;

CCIPD - CÂMARA DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE PONTA DELGADA;

ACIF - CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DA MADEIRA;

ASSOCIAÇÃO NONAGON – PARQUE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE S. MIGUEL;

DE TERCEROS PAÍSES DEL PROGRAMA (Cabo Verde, Senegal, UNIVERSIDADE DE CABO VERDE, NOSI-EPE - NUCLEO OPERACIONAL DE SOCIEDADE PARA INFORMAÇAO, ENTIDADE PUBLICA EMPRESARIAL)

Site do Projeto:  


 

Interreg MAC 2014 2020 

 

 

 

 

 

 

Projeto DYNAMIC eGOV

DINAMYC EGOVO projeto DYNAMIC -EGOV visa impulsionar o uso das TIC, nos órgãos da administração pública dos governos da Macaronésia, melhorando os serviços públicos, a produtividade e a eficácia organizacional, bem como a relação com os cidadãos, nomeadamente na informação, procedimentos e serviços. Pretende -se promover uma rede de cooperação transnacional para o uso das TIC e o desenvolvimento de uma ferramenta informática de geração automática de código que permita criar aplicações para a administração eletrónica de forma fácil e intuitiva, potenciando a eficácia dos serviços públicos. O DYNAMIC- -EGOV pretende ainda implementar um projeto piloto para a identificação e modelação de processos utilizando a metodologia e linguagem DEMO — (Design & Engineering Methodology for Organizations — http://www.ee-institute.org), sendo os modelos depois utilizados para a geração automática/direta de aplicações para a administração eletrónica.

 

Designação do Projeto:   DYNAMIC - eGOV
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/11/2019
Data de Conclusão:   31/10/2022
Orçamento Total:   781.548,40€
Apoio Financeiro:   664.316,14€
Orçamento ARDITI:   104.137,58€
Apoio Financeiro ARDITI:   88.516,94€
Coordenador:   ACIISI - Agencia Canaria de Investigación, Innovación y Sociedad de la Información
Parceiros:  

ACIISI - Agencia Canaria de Investigación, Innovación y Sociedad de la Información;

Instituto Tecnológico de Canarias, S.A;

Madeira Interactive Technologies Institute (M-ITI);

Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSi), Cabo Verde;

Site do Projeto:   https://www.dynamic-egov.eu/

  

 

Interreg MAC 2014 2020 

 

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03  E Inverted Icons WEB 14

 

 

 

 

 

Projeto IDL

hotmictmp

IDL - O Instituto Dom Luiz é um Centro de Investigação dedicado às Geociências, e um Instituto permanente da Universidade de Lisboa. O IDL foi fundado em 1853 e tem contribuído continuamente para diferentes áreas das Geociências. Nos seus primeiros anos, o IDL dedicava-se principalmente à Meteorologia e Geofísica, em torno do ainda operacional Observatório do Clima e Sismologia de Lisboa. Desde 2004, IDL tem integrado Geologia e Geodésia em seus interesses. Nesta última década, o IDL cresceu substancialmente com a integração de jovens pesquisadores em áreas como Oceanografia, Geociências Marinhas e Energias Renováveis.

A investigação do IDL está alinhada em torno de três linhas temáticas sobre “Mudanças Climáticas”, “Dinâmica da Terra Sólida” e “Energia e Recursos Terrestres”. A Península Ibérica e a plataforma continental portuguesa alargada constituem laboratórios naturais para estudos de Geociências de craveira mundial dentro destas linhas temáticas, abordando a utilização sustentável da energia, água e matérias-primas, a gestão de perigos naturais, tendo em conta os condicionantes ambientais e sociais, e a abertura de uma nova fronteira oceânica.

O IDL dedica-se à pesquisa fundamental, mas também experimental e observacional, e ao desenvolvimento de novas aplicações do conhecimento em Geociências. Pesquisa em Geociências Fundamentais, em processos da Atmosfera, Terra Sólida ou Oceânica, relacionada à natureza especial das interações entre aqueles sistemas que ocorrem no Sistema de Fronteira do Atlântico Nordeste, uma das 4 regiões do mundo, ou próximo à Cadeia Atlântica , é especialmente promissor. Ambos os sistemas são notavelmente ativos e afetam grandes áreas do mundo.

O IDL é directamente responsável por um dos novos Programas de Doutoramento da FCT em Ciência do Sistema Terrestre (EARTHSYSTEMS) e é parceiro de outro Programa de Doutoramento da FCT em Sistemas Sustentáveis ​​de Energia (SES, MIT-Portugal). Estes dois programas cobrem os principais tópicos de investigação do IDL e proporcionam um fluxo contínuo de alunos de doutoramento e uma forte interação com outros grupos de investigação portugueses e internacionais. Objetivos Científicos:O IDL pretende ser relevante não apenas na pesquisa fundamental do Sistema Terrestre, mas também em aplicações e tecnologias que relacionam a ciência com as principais preocupações sociais do século 21: previsão e adaptação às mudanças climáticas e a outros perigos naturais importantes, e estabelecendo um fornecimento ambientalmente sustentável de matérias-primas, água e energia.

A fusão da pesquisa em Geociências com aplicações e tecnologias é a chave tanto para a transferência de conhecimento para a Sociedade quanto para o treinamento de uma nova geração de cientistas e engenheiros. Grupos de Investigação:

  • Climate Change, atmosphere-land-ocean processes and extremes;
  • Earth Surface Processes;
  • Solid Earth dynamics, hazards and resources;
  • Continental margins and the deep ocean frontier;
  • Energy transition;

  

Designação do Projeto:   Instituto Dom Luiz - IDL
Programa:   FCT - Unidades
Data de Início:   01/01/2020
Data de Conclusão:   31/12/2023
Orçamento Total:   29 080,00 € 
Apoio Financeiro:   29 080,00 €
Orçamento ARDITI:    
Apoio Financeiro ARDITI:    
Coordenador:    
Parceiros:   Faculdade de Ciência da Universidade de Lisboa (FC/ULisboa) - Proponente; FCiências.ID-Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências (Fciências.ID); Universidade da Beira Interior (UBI); Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL/IPL); Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Invação (ARDITI);
Site do Projeto:   http://idl.campus.ciencias.ulisboa.pt/

 

 JPI Oceans logo darkblue

Projeto Porto Santo Sem Lixo Marinho

 

A ilha de Porto Santo localiza-se no Oceano Atlântico, a 50km da ilha da Madeira, que por sua vez se encontra a cerca de 1000km de Portugal Continental. É uma ilha com 11km de comprimento por 6km de largura, e a sua praia principal tem 9km de extensão. É junto a esta praia que se localizam as principais unidades hoteleiras da região. Em 2018, a população residente era pouco superior a 5000 habitantes, no entanto é uma ilha com uma ocupação turística bastante elevada, principalmente nos meses de Verão (Julho a Setembro), com mais de 500.000 dormidas anuais, 50% das quais ocorrem no período balnear.

A diversidade e beleza das suas paisagens justificaram a candidatura do Governo Regional da Madeira, entregue em Setembro de 2019, a Reserva da Biosfera da UNESCO, que pretende que a ilha constitua um território diferenciado e pioneiro no âmbito da sustentabilidade.

Informações existentes sobre a Poluição por plástico em Porto Santo

Este projeto pretende contribuir para o desenvolvimento desta estratégia de diferenciação e valorização da Ilha do Porto Santo, tendo como principal objetivo proteger o ambiente marinho da ilha do Porto Santo através de esforços conjuntos realizados pelos principais intervenientes público-privados na eliminação de resíduos de plástico da natureza.

Pretende-se, por um lado, otimizar a gestão dos resíduos plásticos que permanecem na ilha, e por outro, reduzir radicalmente o volume de plásticos descartáveis usados, através de uma campanha de comunicação dirigida a todas as partes interessadas, respondendo assim às duas áreas prioritárias do Aviso de Small Grants Scheme #1 – Projetos para a prevenção e sensibilização para a redução do lixo marinho, do Programa "Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono": A. Redução de plásticos nos oceanos e B. Promoção da sensibilização para os desafios relativos aos plásticos nos oceanos e proposta de soluções.

O projeto irá assim estabelecer as bases para um memorando de entendimento para o ecossistema plástico da ilha de Porto Santo, através de uma recolha dos dados base (referencial) sobre os resíduos e lixo marinho e identificação de zonas críticas (hotspots) – Fase 1; otimizar a gestão dos resíduos através da integração dos projetos existentes e da mobilização de todos os agentes para um plano de gestão comunitário – Fase 2 e de uma campanha de comunicação e sensibilização para reduzir o consumo de plástico descartável e os resíduos de plástico que acabam no mar – Fase 3.

Na Fase 1 pretende-se garantir uma monitorização e avaliação contínua da situação dos resíduos de plástico na ilha de Porto Santo. A recolha de informação deve procurar permitir projetar soluções e medir o progresso em direção às nossas metas, nomeadamente:

  • Determinar o volume e os tipos de resíduos plásticos e como eles 'fluem' pela ilha, com base em informação existente, nomeadamente o mapeamento da localização dos equipamentos de recolha, o rastreamento de camiões de lixo, a medição de materiais recicláveis que são conduzidas para aterro e a documentação do que é recolhido para reciclagem.
  • Identificar quais os itens de plástico que são encontrados no mar e destacar os hotspots do lixo marinho de Porto Santo.

A Fase 2 irá desenvolver um plano de gestão comunitário, que pretende reunir um conjunto de ações coordenadas entre todos os agentes da ilha: pescadores, autoridades, empresas, escolas e outros serviços públicos, inclusive testar mecanismos inovadores de recolha e valorização dos resíduos de plástico, através de um sistema para recolher separadamente garrafas e recipientes transparentes de bebidas (PET e PP) permitindo assim gerar um valor de reutilização mais alto desse material.

Serão realizados dois eventos para definir e implementar este plano: O primeiro evento pretende criar um fórum de participação pública e envolver todas as partes interessadas no projeto, incluindo a partilha de boas práticas com a apresentação de casos de sucesso internacionais com o apoio da WWF Noruega, para lançar as bases do desenvolvimento do Plano de Gestão Comunitário. O segundo evento será uma sessão de apresentação do Plano de Gestão Comunitário e apresentação da carta de compromisso para envolvimento das entidades.

Por fim, na Fase 3 será desenvolvida uma campanha de comunicação que faça a ligação de todas as iniciativas criadas para mobilizar a população residente o os turistas da ilha para colaborarem na eliminação dos resíduos de plástico da natureza, tornando-a tanto quanto possível, ‘livre de plástico’. Através do selo ‘Porto Santo Plastic Free’, pretende-se mobilizar todos os agentes para se associarem à iniciativa, juntarem-se às ações de identificação e limpeza de resíduos de plástico e reduzirem significativamente a utilização de plástico descartável.

 

Designação do Projeto:   Porto Santo Sem Lixo Marinho
Programa:   EEAGrants 2014-2021
Data de Início:   01/09/2020 
Data de Conclusão:   31/05/2022 
Orçamento Total:   216 255,24€
Apoio Financeiro:   216 255,24€
Orçamento ARDITI:   38 168,54€
Apoio Financeiro ARDITI:   34 351,69€
Coordenador:   Associação Natureza Portugal
Parceiros:   Acção e Integração para o Desenvolvimento Global (AIDGLOBAL), Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação (ARDITI), Município do Porto Santo, Águas e Resíduos da Madeira.

  Logo FA Horizontal

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

 E Inverted Icons WEB 04  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

 

 

 

Projeto SMART BLUE F

 

SmartBlueF

O SMARTBLUEF visa consolidar esta aliança transnacional de agentes para apoiar a inovação como uma ferramenta para promover a cultura inovadora e internacionalização, através do uso de sinergias compartilhadas, capacidades e recursos na área de cooperação MAC. Para isso, o SMARTBLUEF está estruturado em três objetivos específicos:

  • OE1 GOVERNANÇA - Fortalecer a cooperação territorial na economia azul através de processos de governança e de rede da aliança de agentes de apoio à inovação;
  • OE2 INNOVATION - Promover a inovação, a diversificação e a especialização inteligente das PME da economia azul através do desenvolvimento de serviços de consultoria, ações e projetos dirigidos à empresa;
  • OE3 INTERNACIONALIZAÇÃO - Promover o aumento da presença internacional das empresas da economia azul do espaço de cooperação territorial MAC através do lançamento de ações conjuntas de promoção e oferta.

 

Designação do Projeto:   SMART BLUE F
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/09/2019
Data de Conclusão:   31/08/2022
Orçamento Total:   1 174 955,83 € 
Apoio Financeiro:   998 712,45 €
Orçamento ARDITI:   83 791,12 €
Apoio Financeiro ARDITI:   71 222,45 €
Coordenador:   Cluster Marítimo de Canarias (CMC)
Parceiros:   Beneficiário Principal - Cluster Marítimo de Canarias (CMC)
Centro Tecnológico de Ciencias Marinas (CETECIMA)
Consorcio Plataforma Oceánica de Canarias (PLOCAN)
Sociedad Canaria de Fomento Económico, S.A. (PROEXCA)
Agência Regional Para O Desenvolvimento Da Investigaçao, Tecnologia e Innovaçao (ARDITI)
Associação Comercial e Industrial do Funchal / Câmara de Comércio e Industria da Madeira (ACIF-CCIM)
Instituto de Desenvolvimento Empresarial – IP - RAM (IDE IP-RAM)
Direção Regional dos Assuntos do Mar (DRAM)
Fundo Regional para a Ciência e Tecnología (FRCT)
Camara do Comércio e Indústria dos Açores (CCIA)
Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, E.P.E.R. (SDEA)
Site do Projeto:   http://www.smartblueproject.com

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03 E Inverted Icons WEB 09 E Inverted Icons WEB 11  E Inverted Icons WEB 14

 

Projeto RIS3_NET2

ris3 net 2 logo

O RIS3_NET2 é um projeto que propõe trabalhar em três linhas principais:

  1. Valorizar a análise e o planeamento desenvolvidos na redação da Estratégia de Especialização Inteligente do Espaço MAC por meio de ações concretas.
  2. Posicionar o Espaço MAC como referência no desenvolvimento de Estratégias de Especialização Inteligente, sendo o primeiro a realizar essa cooperação entre três regiões.
  3. Aproximar a sociedade macaronésica e seus profissionais, o conhecimento das implicações de um RIS3 e a existência e importância da Estratégia de Especialização Inteligente do Espaço MAC para alcançar um maior alinhamento dos projetos com as prioridades de desenvolvimento estabelecidas, maior participação destas regiões em projetos de cooperação, etc.

Para isso, realizará um plano de ação, ações-piloto para cada prioridade e ações de conscientização e treinamento, que por sua vez se basearão em outras atividades transversais.

 

Designação do Projeto:   RIS3_NET2
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/09/2019
Data de Conclusão:   31/08/2022
Orçamento Total:   509 897,43 €
Apoio Financeiro:   433 412,83 €
Orçamento ARDITI:   96 370,89 €
Apoio Financeiro ARDITI:   81 915,26 €
Coordenador:   ACIISI - Agencia Canaria de Investigación, Innovación y Sociedad de la Información
Parceiros:   ACIISI - Agencia Canaria de Investigación, Innovación y Sociedad de la Información
Instituto Tecnológico de Canarias, S.A.
PLOCAN - Consorcio Plataforma Oceánica de Canarias
ARDITI - AGÊNCIA REGIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA INVESTIGAÇÃO, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
FRCT - Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia
DRCT - Direção Regional da Ciência e a Tecnologia
Site do Projeto:   https://www.ris3-net.eu

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03 E Inverted Icons WEB 09 E Inverted Icons WEB 11  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

Projeto PLASMAR+

 Plasmartmp 2

As acções do PLASMAR +, para apoiar o OEM com base no conhecimento científico e na abordagem ecossistémica, cobrem toda a ZEE das regiões da Madeira, Açores e Canárias.
Entre suas ações, vale mencionar o sistema de apoio à decisão INDIMAR para o OEM com um total de 8 atividades marítimas (incorporação de energia offshore flutuante e pesca recreativa). O INDIMAR requer a melhoria das infraestruturas de dados para incorporar os novos resultados (como 6 novos programas de monitoramento) e para suportar até 4 aplicativos específicos, como a análise de impactos cumulativos e serviços ecossistêmicos, ou apoio ao processo de AIA. O BlueGrowth Index informará as tendências de sustentabilidade e identificará os setores com maior potencial.
Os principais beneficiários são a administração competente no meio marinho, os setores da economia azul e o campo da pesquisa e desenvolvimento; e eles são convidados a participar das ações de treinamento.

 

Designação do Projeto:   PLASMAR+
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/12/2019
Data de Conclusão:   30/11/2022
Orçamento Total:   960 772,87 € 
Apoio Financeiro:   816 656,94 €
Orçamento ARDITI:   118 865,40 €
Apoio Financeiro ARDITI:   101 035,59 €
Coordenador:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria
Parceiros:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC), Direção Regional dos Assuntos do Mar (DRAM), Direção Regional das Pescas (DRP), Gestión del Medio Rural de Canarias, S.A.U. (GMR), Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais (DROTA),
Site do Projeto:   http://www.plasmar.eu/

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

 E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

Projeto LA_ARNET

ARNEt

A ARNET visa aumentar a excelência, o impacto e a aplicabilidade da produção científica e resultados relacionados à investigação marinha e de água doce, fortalecendo a cooperação e parcerias nacionais e internacionais (investigadores, académicos, administração e empresas privadas) para aumentar o sucesso na obtenção de financiamento competitivo, promover trabalhos científicos, formar cientistas de alto nível e alavancar o seu papel de instituição-chave em assuntos aquáticos e ambientais, orientando-se assim a ARNET para a prossecução dos cinco (5) objetivos da Política Científica e Tecnológica Nacional subordinados a cinco áreas temáticas da Agenda de Investigação e Inovação: 1. Agroalimentar, Florestas e Biodiversidade, 2. Mudanças Climáticas, 3. Economia Circular, 4. Observação Espacial e da Terra e 5. Mar.

Conceitualmente, cinco tipos de desafios pontuais foram identificados como temas centrais para a intervenção ARNET: científico, ambiental, sanitário (saúde ambiental), económico e social. Para cada um, foi estabelecido um objetivo específico, com capacidade de apoiar e monitorar as políticas públicas: 1 - Apoiar o desenvolvimento de abordagens científicas e tecnológicas para o uso sustentável dos ecossistemas marinhos, de água doce, estuários e marinhos de água doce; 2 - Aprofundar o conhecimento sobre o funcionamento dos ecossistemas marinhos estuarinos e de água doce, abordando as alterações que ameaçam a resiliência ecológica e a sustentabilidade ambiental; 3 - Promover o bom estado ecológico e saudável dos mares e oceanos, estuários e bacias hidrográficas; 4 - Explorar soluções baseadas na biotecnologia e na natureza para incentivar uma melhor gestão dos recursos aquáticos; 5 - Promover modelos de governação participativa e estimular a emergência de uma sociedade oceânica alfabetizada.

 

Designação do Projeto:   Rede de Infraestruturas em Investigação Aquática - ARNET
Programa:   FCT - Laboratórios Associados
Data de Início:   01/01/2021
Data de Conclusão:   31/12/2025
Orçamento Total:   1 051 280,00 € 
Apoio Financeiro:   1 051 280,00 € 
Orçamento ARDITI:   73 280,64 € 
Apoio Financeiro ARDITI:   73 280,64 € 
Coordenador:   Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE)
Parceiros:   Universidade de Coimbra (UC), Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria), Universidade do Minho (UM), Universidade do Algarve (UAlg), Universidade de Évora (UE), Universidade Nova de Lisboa (UNL), ISPA,CRL (ISPA), NOVA.ID.FCT - Associação para a Inovação e Desenvolvimento da FCT (NOVA.ID.FCT/FCTUNL/UNL), FCiências.ID - Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências (Fciências.ID), Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE)

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 06 E Inverted Icons WEB 13 E Inverted Icons WEB 14

Projeto CollMi - i4Trust

Este projeto visa desenvolver uma solução prática, através da aplicação da tecnologia blockchain (distributed ledger technologies) para a implementação de uma solução digital robusta que resolva os problemas de colaboração e confiança que estão na base da limitação de implementação de colaboração micro-hubs, pois têm o potencial de registrar todas as transações do micro-hub, transportadoras de última milha, transitários e vendedores, de forma verificável, permanente e transparente para todos os agentes interessados.

A parte da iniciativa i4Trust neste projeto é fornecer uma estrutura confiável de compartilhamento de dados com um controle de acesso confiável a esses dados, respeitando sua soberania, garantindo que: cada varejista tenha acesso apenas às informações de pacotes de seus próprios pedidos (ou de seus clientes pedidos); e cada operador logístico para empacotar informações relevantes para sua operação - sejam seus próprios pedidos ou aqueles que foram subcontratados para entregar ou fazer parte dessa entrega.

Designação do Projeto:   CollMi - i4Trust
Programa:   Horizon 2020 Research and Innovation Framework Programme - IA - Innovation action
Data de Início:   24/01/2022
Data de Conclusão:   24/10/2022
Orçamento Total:   101 875,00 € 
Apoio Financeiro:   101 875,00 €
Orçamento ARDITI:   18 000,00 € 
Apoio Financeiro ARDITI:   18 000,00 € 
Coordenador:   Logimade, Lda.
Parceiros:   Logimade, Lda., Logislink (Grupo Sousa), Trans Bag, Weasy, Lda., Loja do Chá, Keyruptive Technologies, Lda., Smart Islands Hub (ARDITI)

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto CEEC INSTITUCIONAL

A aposta no conhecimento constitui um desígnio central do programa do XXI Governo Constitucional e do Programa Nacional de Reformas, refletindo a relevância que o emprego científico assume na sociedade portuguesa. O investimento no conhecimento, como comprovado nos últimos quarenta anos em Portugal, é um pilar essencial do sucesso do desenvolvimento científico e tecnológico de um país, devendo traduzir-se numa política pública inequivocamente orientada no sentido de estimular a crescente afirmação e reconhecimento da qualificação avançada e do emprego de recursos humanos no plano nacional e internacional, em sintonia com a importância das atividades docente e de investigação. A atração e a fixação de recursos humanos qualificados, incluindo o estímulo à abertura de oportunidades de emprego e o desenvolvimento de percursos profissionais de doutorados, juntamente com a promoção do rejuvenescimento dos recursos humanos das entidades que integram o Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN), são propósitos fundamentais do compromisso de Portugal com o conhecimento. Este projeto financia a contratação de 2 investigadores doutorados para a ARDITI.

Designação do Projeto:   CEEC INSTITUTIONAL
Programa:   FCT
Data de Início:   01/10/2019
Data de Conclusão:   31/01/2026
Orçamento Total:   757 680,00 € 
Apoio Financeiro:   757 680,00 € 
Orçamento ARDITI:   757 680,00 € 
Apoio Financeiro ARDITI:   757 680,00 € 
Parceiros:   Universidade da Madeira

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto GIAQ

O projeto procura criar uma plataforma de gestão inteligente de sistemas de água quente sanitária em edifícios de serviços.

As preocupações energéticas, de sustentabilidade e reduções de emissões imperam cada vez mais na ação diária e planos estratégicos das empresas. Este ponto é particularmente importante no sector do turismo onde o contacto direto com o cliente obriga a cuidados redobrados na abordagem dos fornecedores.

Os hotéis são edifícios com uma pegada ecológica enorme. Mesmo com a entrega de serviço mais básica como é o caso da dormida, há um grande peso na sua operação. O consumo de água quente sanitária reveste-se de particular importância quer pelo seu custo, quer pelo facto de requerer dois tipos de recursos na sua entrega – Energia e Água. O projeto tem como objetivo criar um conjunto de ferramentas inteligentes de gestão de sistemas de AQS que permitam uma redução de consumos energéticos.

Metas do projeto:

Implementação de solução de monitorização local – Para obter os dados necessários ao desenvolvimento dos algoritmos será preparada uma rede de monitorização em unidades hoteleiras previamente selecionadas. Estes dados locais, em conjunto com outros de simulação numérica meteorológica de alta precisão, permitirão obter a informação necessária para desenvolver e treinar modelos, bem como testar a performance das estimativas obtidas. Aplicação de técnicas de simulação numérica meteorológica – Serão testadas diferentes abordagens de simulação numérica meteorológica usando acoplamento a modelos que permitem a redução de escala. Estas pretendem reproduzir resultados de diversas grandezas meteorológicas para qualquer período, passado (Hindcast) ou futuro (Forecast).

 

Designação do Projeto:   GIAQ - Gestão Inteligente de Água Quente
Programa:   PROCiência 2020
Data de Início:   01/07/2021
Data de Conclusão:   30/06/2023
Orçamento Total:   531 315,72 € 
Apoio Financeiro:   398 486,79 €
Orçamento ARDITI:   172 185,23 €
Apoio Financeiro ARDITI:   129 138,92 €
Coordenador:   INTELLIBUILD - Digitalização de Edifícios, Lda.
Parceiros:   ARDITI, Universidade da Madeira
     

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): 

E Inverted Icons WEB 11  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 13

 

 

 

 

Projeto MACbioIDi2

MACbioIDi2 pretende tirar partido do novo ecossistema inovador gerado pelo anterior MACbioIDi num “hub” internacional de excelência na Macaronésia, focado em I + D + i tecnológica, sustentabilidade, TICs e formação, aplicada à medicina e inclusiva com África. Conta com participantes associados da América e da Europa de maior renome internacional, além de beneficiários e parceiros africanos. Ele se concentra em tecnologias médicas abertas, com modelos de propriedade intelectual sustentáveis e inclusivos. O projeto está estruturado em torno de um objetivo de I + D + i, que inclui imagens médicas, neurociências e instrumentação avançada, outro objetivo de integração de sistemas, com intervenção diagnóstica e cirúrgica por imagens, desenho de próteses e sistemas de neuro-reabilitação, e um terceiro objetivo de transferência para a empresa, África e treinamento. A convergência tecnológica e de formação da Europa, África e América no nosso “hub” é única e uma grande oportunidade.

 

Designação do Projeto:   MACbioIDi2 - Contribuyendo a la cohesión e internacionalización de la Macaronesia para impulsar los Objetivos del Desarrollo Sostenible con las TICs y la I+D+i biomédica
Programa:   INTERREG-MAC
Data de Início:   01/12/2021
Data de Conclusão:   31/12/2023
Orçamento Total:   1 634 119,00 € 
Apoio Financeiro:   1 367 830,55 € 
Orçamento ARDITI:   184 263,33 € 
Apoio Financeiro ARDITI:   156 623,83 € 
Coordenador:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC)
Parceiros:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC), Universidad de La Laguna (ULL), Instituto Tecnológico de Canarias, S.A. (ITC), Instituto de Astrofísica de Canarias (IAC), Servicio Canario de la Salud (SCS), Hospital Do Espírito Santo Ponta Delgada (HDESPD)

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Este projeto está alinhado com o seguinte Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 02

Projeto Sentinela-Atlântica

O protocolo visa estabelecer uma cooperação entre o Estado-Maior-General das Forças Armadas, o Governo Regional da Madeira, a Universidade da Madeira e a ARDITI, tendente ao desenvolvimento, na Região Autónoma da Madeira, de um projeto de investigação de excelência com o objetivo de aplicar e desenvolver sistemas robóticos, sensores remotos, veículos aéreos não tripulados, vulgarmente designados por "AUVs", e veículos subaquáticos autónomos (vulgarmente designados por "UAVs"), para a vigilância e monitorização ambiental, particularmente focado na Zona Económica Exclusiva (ZEE da RAM).

 

Designação do Projeto:   SENTINELA-ATLÂNTICA
Programa:   Protocolo de Cooperação entre o Estado-Maior-General das Forças Armadas, o Governo Regional da Madeira, a Universidade da Madeira e a ARDITI
Data de Início:   01/10/2021
Data de Conclusão:   31/12/2024
Orçamento Total:   742 954,89 € 
Apoio Financeiro:   742 954,89 €
Orçamento ARDITI:   742 954,89 €
Apoio Financeiro ARDITI:   742 954,89 €
Parceiros:   Estado-Maior-General das Forças Armadas, Governo Regional da Madeira, Universidade da Madeira e ARDITI

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 09

Projeto BIO BEX-A

O projeto BIO BEX-A pretende providenciar uma estação totalmente digital e controlada centralmente para o tratamento de lamas, com base na análise de dados. O principal objetivo é a redução da contaminação causada pelas lamas residuais resultante das estações de tratamento de água, desidratando-as até 40% mais que outros sistemas disponíveis no mercado. Dessa forma, previne-se o depósito das lamas em ambientes naturais sem o tratamento adequado, o que ajuda no combate às alterações climáticas.

O BIO BEX-A foi concebido como um serviço para o tratamento de lamas residuais que opera através de instrumentação e tecnologia de controlo digital capaz de analisar o tipo de composto a ser tratado, salinidade, pH, entre outros parâmetros, para posteriormente utilizar a pressão e temperatura adequadas para desidratar essas lamas. Isto permite separar os resíduos tóxicos, que são depois eliminados, da água limpa.

 

Designação do Projeto:   BIO BEX-A: Development and Validation of a Fully Digital and Centrally Controlled Sludge Treatment Plant Based on Data Analytics (DIH-World OC1)
Programa:   Horizon 2020 Research and Innovation Framework Programme - IA - Innovation Action
Data de Início:   15/10/2021
Data de Conclusão:   31/12/2023
Orçamento Total:   94 750,00 € 
Apoio Financeiro:   94 750,00 €
Orçamento ARDITI:   28 250,00 €
Apoio Financeiro ARDITI:   28 250,00 €
Coordenador:   Vifemar Construcciones y Sistemas SL
Parceiros:   Asociación de Empresas Tecnológicas Innovalia (INNOVALIA), Vifemar Construcciones y Sistemas SL

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto MiCoLec

O projeto tem por objetivo desenvolver as atividades de investigação e desenvolvimento experimental industrial necessários à implementação de um novo conceito de micro-hub logístico colaborativo (MLC) estendido para suportar processos de economia circular.

O objetivo principal de investigação industrial deste projeto é a conceptualização económica, com recurso a teoria de jogos, e a implementação, com recurso a distributed ledger technology (DLT) - blockchain, de uma plataforma digital para a operacionalização completa do conceito micro-hubs colaborativos estendido para suportar e estimular processos de economia circular. A concretização deste objetivo abre depois o caminho à concretização de vários outros objetivos, destacando-se a exploração da propriedade intelectual produzida por todos os elementos do consórcio do projeto, a publicação e divulgação científica dos resultados do projeto por parte da UMa, a incorporação no seu portfólio de novas vias de inovação setorial e tecnológica por parte da ARDITI, a inauguração da implementação da estratégia de IDI da Logimade, e o espoletar da sua estratégia de internacionalização com um serviço digital competitivo de alto valor acrescentado.

 

Designação do Projeto:   MiCoLec - Micro-hubs Colaborativos para a Economia Circular
Programa:   PROCiência 2020
Data de Início:   01/01/2022
Data de Conclusão:   30/06/2023
Orçamento Total:   465 921,79 € 
Apoio Financeiro:   383 365,65 €
Orçamento ARDITI:   179 374,71 €
Apoio Financeiro ARDITI:   134 530,81 €
Coordenador:   Logimade, Lda.
Parceiros:   Logimade, Lda., Universidade da Madeira, ARDITI

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto MTL - Marítimo Training Lab

MTL

Sendo a atividade principal da Marítimo SAD a alta competição no âmbito do Futebol Profissional e, constituindo os seus atletas profissionais o seu maior ativo, a transação comercial dos seus passes é a fonte de rendimento da sociedade pelo que, o risco das transações comerciais não acontecerem devido a lesões que possam surgir a qualquer momento, é elevado.

A avaliação e monitorização das cargas de trabalho nos treinos e competições ao longo da época, vai ajudar a melhor adequar os exercícios de treino e a prevenir lesões de sobrecarga em fases mais adiantadas da época. Adicionalmente, e não menos importante, é a vertente de formação dos Futebolistas “nascidos” no Clube que integrarão este projeto.

O conceito do “Marítimo Training Lab” procura a potenciação de talentos desportivos, com recurso a instrumentos gold standard, o que se traduz numa oportunidade para a valorização do investimento na venda de jogadores a outros Clubes.

Esta abordagem abre novas perspetivas sobre uma melhor rentabilização dos recursos da Sociedade Desportiva, fornecendo um conjunto de indicadores práticos para avaliar e interpretar as complexas relações entre o treino, a performance e o rendimento dos futebolistas.

 

Designação do Projeto:   MTL - Marítimo Training Lab
Programa:   PROCiência 2020
Data de Início:   01/12/2019
Data de Conclusão:   30/11/2022
Orçamento Total:   1 116 027,14 € 
Apoio Financeiro:   805 510,64 €
Orçamento ARDITI:   390 541,85 €
Apoio Financeiro ARDITI:   292 906,39 €
Coordenador:   Marítimo da Madeira - Futebol - SAD
Parceiros:   Marítimo da Madeira - Futebol - SAD, Universidade da Madeira, ARDITI

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto AQUAINVERT

AQUAINVERTtmp

O objetivo geral do projeto é promover o desenvolvimento de uma aquicultura sustentável e inovadora, promovendo P & D para a produção de invertebrados marinhos de interesse comercial para diversificar as atividades de produção que sejam ambientalmente compatíveis, aplicando uma abordagem ecossistémica. O projeto consiste em 3 objetivos específicos:

  1. Criar uma plataforma de intercâmbio conjunta, transfronteiriça e transnacional, para o desenvolvimento de técnicas aquáticas sustentáveis ​​em regiões ultraperiféricas que fazem parte da área de cooperação.
  2. Aprimorar o conhecimento em P & D dos centros de pesquisa sobre técnicas de produção de invertebrados de interesse comercial para fortalecer a participação conjunta em projetos competitivos e desenvolver protocolos de produção aplicáveis, contribuindo para diversificar as atividades do setor.
  3. Avaliar o potencial de desenvolvimento de técnicas de aquacultura multitróficas integradas (IMTA) na macaronésia.

 

Designação do Projeto:   AQUAINVERT
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/11/2019
Data de Conclusão:   31/10/2023
Orçamento Total:   666 661,14 € 
Apoio Financeiro:   566 661,97 €
Orçamento ARDITI:   95 444,99 €
Apoio Financeiro ARDITI:   81 128,24 €
Coordenador:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria
Parceiros:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria, ARDITI, Fundação Gaspar Frutuoso, Universidad dos Açores
Site do Projeto:   https://aquainvert.eu/

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto circleFLY

O principal objetivo do projeto circleFLY é desenvolver um modelo de exploração de valorização dos resíduos orgânicos, através da mosca soldado negro e a aplicação de princípios de economia circular, em regiões ultraperiféricas. Assim, com o aproveitamento dos resíduos orgânicos gerados na RAM, serão produzidas larvas de mosca soldado negro e, a partir destas, obter-se-á produtos para a alimentação animal direta ou indiretamente para incorporações em rações.

Designação do Projeto:   circleFLY
Programa:   PROCiência 2020
Data de Início:   15/01/2022
Data de Conclusão:   14/07/2023
Orçamento Total:   1 163 838,90 € 
Apoio Financeiro:   872 879,18 €
Orçamento ARDITI:   148 244,96 €
Apoio Financeiro ARDITI:   111 183,72 €
Coordenador:   The Tomorrow Company
Parceiros:   The Tomorrow Company, ACIF-CCIM, Marisland - Madeira Mariculture, Suínosanto, ARDITI

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto IMPLAMAC


 IMPLAMAC Logo2

Este projecto visa criar um observatório que gera dados quantitativos e qualitativos sobre o impacto de microplásticos e diferentes poluentes nas praias dos arquipélagos das Canárias, Cabo Verde, Madeira e Açores. Para tanto, será desenvolvido um programa de monitoramento de microplásticos e diferentes poluentes nas areias e águas das praias dos quatro arquipélagos, o que mostrará o grau de contaminação existente e sua evolução. Estudos também serão conduzidos sobre a incidência de microplásticos em alguns tipos de peixes e seus efeitos nas cadeias alimentares e ecossistemas. O projeto também contempla contribuir para a melhoria do conhecimento do público em relação à contaminação por plásticos, incluindo a conscientização da população, realizando importantes ações de divulgação, treinamento e educação ambiental sobre os espaços marinhos dos quatro arquipélagos.

 

Designação do Projeto:   IMPLAMAC
Programa:   INTERREG-MAC
Data de Início:   01/10/2019
Data de Conclusão:   30/09/2023
Orçamento Total:   1 578 261,53€ 
Apoio Financeiro:   1 341 522,30€
Orçamento ARDITI:   99 029,18 €
Apoio Financeiro ARDITI:   84 174,80 €
Coordenador:   Universidad de La Laguna (ULL)
Parceiros:   Universidad de La Laguna (ULL), Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC), Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais DROTA - Madeira, Direção Regional dos Assuntos do Mar - DRAM
Site do Projeto:   https://www.facebook.com/IMPLAMAC/

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

 

Projeto INTERTAGUA

Intertagua

O projeto INTERTAGUA está particularmente focado no desenvolvimento e melhoramento de sistemas de sensores de baixo custo para monitorização da biodiversidade e dos oceanos, bem como os impactos humanos e económicos relacionados. O projeto INTERTAGUA irá instalar sensores de origem animal em diferentes mega-fauna das Ilhas da Macaronésia, de Cabo Verde às Ilhas Canárias, Madeira e Açores.

 

Designação do Projeto:   INTERTAGUA
Programa:   INTERREG-MAC
Data de Início:   01/10/2020
Data de Conclusão:   31/12/2022
Orçamento Total:   480 013,80 € 
Apoio Financeiro:   408 011,74 €
Orçamento ARDITI:   160 888,86 €
Apoio Financeiro ARDITI:   136 755,53 €
Coordenador:   Plataforma Oceánica de Canarias (PLOCAN)
Parceiros:   Plataforma Oceánica de Canarias (PLOCAN), ARDITI, Direção Regional dos Assuntos do Mar (DRAM), Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, IP-RAM (IFCN)
Site do Projeto:   https://intertagua.eu/?lang=pt-pt

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto ISLANDAP ADVANCED

 

A ISLANDAP ADVANCED promove, a partir de ISLANDAP (MAC / 1.1a / 207) novos objectivos em matéria de segurança alimentar, redução de resíduos e utilização eficiente dos recursos nas RUP, tudo de forma inter-regional coordenada e multidisciplinar, aumentando os grupos de trabalho na Madeira e Cabo Verde e incluindo os Açores. 3 objetivos específicos serão promovidos:

  1. Investigação e desenvolvimento de subprodutos e alimentos e melhorias biológicas para a produção aquapónica sustentável adaptada às RUP;
  2. Investigação e desenvolvimento em tecnologias leves e automação para produção aquapónica sustentável adaptada aos RUPs.
  3. Investigação e desenvolvimento em economia circular para geração de inovação e valor agregado em desenvolvimento sustentável e bioprodutos adaptados às RUP.

  

Designação do Projeto:   ISLANDAP ADVANCED
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/01/2020
Data de Conclusão:   31/12/2022
Orçamento Total:   1 378 229,72 € 
Apoio Financeiro:   1 171 495,26 €
Orçamento ARDITI:   127 611,00 €
Apoio Financeiro ARDITI:   108 469,35 €
Coordenador:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria
Parceiros:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria, Instituto Canario de Investigaciones Agrarias, Instituto Tecnológico de Canarias, Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação, Universidad de Madeira, Agencia Canaria de Investigación, Innovación y soceidad de la Información (ACIISI)
Site do Projeto:   https://islandap.org

 

Interreg MAC 2014-2020.jpg

Projeto MACCLIMA

 

MACCLIMA

O MAC-CLIMA visa consolidar uma rede de observação científica internacional na região para poder definir estratégias coordenadas de monitoramento climático, atmosféricas e oceanográficas. Essas medidas estratégicas se concentrarão no fortalecimento da capacidade de resiliência e preservação dos recursos vitais das populações da região, tais como o abastecimento de água, os setores produtivos, as infraestruturas costeiras contra o aumento do nível do mar, a saúde pública. , biodiversidade e muitas outras áreas onde são esperadas alterações em consequência das alterações climáticas. Os diagnósticos resultantes permitirão propor políticas de adaptação e mitigação a esse fenômeno em todos os territórios que possam ser afetados por esse tipo de desastre. O projeto também promoverá a participação e o conhecimento dos cidadãos sobre os riscos e impactos causados ​​pelo aquecimento global na área de cooperação.

Designação do Projeto:   MACCLIMA
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/10/2019
Data de Conclusão:   30/09/2022
Orçamento Total:   1 757 254,28 €
Apoio Financeiro:   1 493 666,15 €
Orçamento ARDITI:   155 110,67 €
Apoio Financeiro ARDITI:   131 844,07 €
Coordenador:    
Parceiros:   Ente Público Empresarial Consejo Insular de la Energía de Gran Canaria, Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Agencia Estatal de Meteorología (AEMET), INSTITUTO TECNOLÓGICO DE CANARIAS, S.A., Universidad de Las Palmas de Gran Canaria, Cabildo Insular de El Hierro, Cabildo Insular de Lanzarote, Cabildo Insular de Tenerife
Site do Projeto:  

 

Projeto OceanLIT

 OCEANLITtmp

Com este desafio comum, a OCEANLIT tem como objetivo geral "reduzir os detritos marinhos, ajudando a conservar e recuperar os espaços naturais protegidos costeiros e marinhos nos arquipélagos oceânicos". O projeto terá uma abordagem aplicada para contribuir para reduzir este desperdício com base em três objetivos específicos:

  • SO1: gerar conhecimento, soluções e ferramentas para a caracterização e monitoramento do lixo que auxiliam na tomada de decisões sobre redução de desperdícios e minimização do impacto ambiental.
  • SO2: promover a melhoria das instalações de gestão de resíduos e o envolvimento de profissionais, usuários, gestores portuários e administrações na integração de resíduos marinhos em sistemas de gestão de resíduos.
  • SO3: sensibilizar e sensibilizar profissionais, usuários e público em geral por meio de ações de comunicação, campanhas, disseminação de boas práticas e histórias de sucesso.
Designação do Projeto:   OceanLit
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/09/2019
Data de Conclusão:   31/08/2022
Orçamento Total:   1 381 744,25 € 
Apoio Financeiro:   1 174 482,61 €
Orçamento ARDITI:   91 900,84 €
Apoio Financeiro ARDITI:   78 115,71 €
Coordenador:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC)
Parceiros:   Cabildo de Gran Canaria, Viceconsejería de Medio Ambiente, Centro Tecnológico de Ciencias Marinas (CETECIMA), Consorcio Plataforma Oceánica de Canarias (PLOCAN), Entidad Pública Empresarial Puertos Canarios, Sociedad Española de Ornitología (SEO/BirdLife), Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira, S.A. (APRAM), Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA-Madeira), Direção Regional dos Assuntos do Mar, Direção Regional das Pescas, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA-Azores).
Site do Projeto:  

 

Image_29-11-2021_at_12.32.jpg

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

Projeto MARCET II

Marcet2tmp 2

 

Através da já criada Rede MARCET (MAC / 1.1b / 149), a consequente harmonização de protocolos visando a conservação das populações de cetáceos da Macaronésia e as análises realizadas sobre a situação atual do setor turístico associado a estas espécies, esta nova iniciativa nasceu (Projeto MARCET II) com o objetivo de gerar ferramentas de gestão a nível local e regional para a proteção dos grupos de cetáceos que vivem em áreas marinhas protegidas e de especial interesse para a atividade, a conservação do bom estado ambiental de essas áreas e o desenvolvimento de critérios de sustentabilidade ecológica e ambiental aplicáveis à atividade de ecoturismo de observação de baleias, implicando assim seu fortalecimento e valor como modelo de desenvolvimento econômico sustentável na região.

Designação do Projeto:   MARCET II
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/10/2019
Data de Conclusão:   30/09/2023
Orçamento Total:   1 732 047,50 € 
Apoio Financeiro:   1 472 240,38 €
Orçamento ARDITI:   34 452,68 €
Apoio Financeiro ARDITI:   29 284,78 €
Coordenador:   Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC)
Parceiros:   UNIVERSIDAD DE LAS PALMAS DE GRAN CANARIA (ULPGC), PLATAFORMA OCEÁNICA DE CANARIAS (PLOCAN), CENTRO TECNOLÓGICO DE CIENCIAS MARINAS, LORO PARQUE FUNDACIÓN, SPET, TURISMO DE TENERIFE, S.A, CETACEANS AND MARINE RESEARCH INSTITUTE OF THE CANARY ISLAND (CEAMAR), UNIVERSIDAD DE LA LAGUNA, MUNICÍPIO DE MACHICO - MUSEU DA BALEIA DA MADEIRA, INSTITUTO DAS FLORESTAS E CONSERVAÇÃO DA NATUREZA IP-RAM, DIREÇÃO REGIONAL DOS ASSUNTOS DO MAR (DRAM), UNIVERSIDADE DOS AÇORES, FUNDAÇAO GASPAR FRUTUOSO
Site do Projeto:   http://www.marcet-mac.eu

 

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

 E Inverted Icons WEB 14

 

 

Projeto RAGES

 

RAGES.png

 

A necessidade de Abordagens Baseadas em Ecossistemas (EBA) padronizadas que atendem aos requisitos do MSFD e as necessidades práticas das autoridades competentes são reconhecidas há muito tempo. Tal como salientado no relatório da Comissão sobre o primeiro ciclo de implementação do DTSM, os Estados-Membros da UE lutaram para desenvolver abordagens de execução inter-comparáveis ​​e regionalmente harmonizadas, e a aplicação de estratégias marinhas tem sido principalmente a nível nacional. Para o primeiro ciclo, esta falta de harmonização regional constituiu um obstáculo à aplicação efetiva da diretiva, em especial do artigo 3.º, n.º 5, ad 5, que determina a determinação sub-regional do bom estado ambiental (BIG).
Territórios marinhos na Europa podem se estender até 350 milhas náuticas a partir da costa e a profundidades de 5000m. O tamanho, a inacessibilidade, a natureza dinâmica e a variabilidade desses sistemas inevitavelmente resultam em incerteza sobre a condição do sistema. Essa falta de conhecimento completo é um conceito fundamental na EBA adaptativa. Reconhecendo o tremendo desafio de medir, monitorar e atender o GES nessas áreas, a decisão revisada da comissão sobre descritores ea estratégia comum de implementação do Grupo de Coordenação da Estratégia Marinha enfatizaram o papel das abordagens baseadas no risco para permitir a eficiência regional e regional. implementação sub-regional do DQEM e “concentrar os seus esforços nas principais pressões antropogénicas que afectam as suas águas” (considerando 6) e estabelecer limiares “com base no princípio da precaução, reflectindo o risco potencial para o ambiente marinho” ( N.º 1 do artigo 4.º) e o conceito de risco é explícito na própria directiva (considerando 27 e n.º 4 do artigo 14.º).
RAGES reúne autoridades públicas de quatro Estados-Membros da UE (Irlanda, França, Espanha e Portugal) com responsabilidade partilhada pela implementação regional e sub-regional do MSFD na região do Atlântico Nordeste, juntamente com especialistas em análise de risco (INERIS), e especialização técnica em medição e monitorização ecológica (MaREI, IMPA, ARDITI, FCUL) para cumprir os objectivos de “apoiar o desenvolvimento da implementação operacional de indicadores regionais, listas de elementos, valores limite e regras de integração para implementar o GES”. Esta apresentação é feita conjuntamente entre os quatro Estados-Membros da UE e as suas autoridades competentes em matéria de DQF, que partilham as três sub-regiões, e está de acordo com as duas prioridades indicadas no convite à apresentação de propostas: “Apoio ao desenvolvimento e à implementação operacional dos programas regionais e sub - indicadores regionais, listas de elementos, valores limiares e regras de integração para implementar a Decisão GES ”e“ Colmatar o fosso entre a Macaronésia e o Oceano Atlântico NE - rumo a uma estratégia coordenada ”(Macaronésia- Prioridade 2). padrões na gestão de risco (ISO 31000) com as etapas obrigatórias do processo de implementação do MSFD, a RAGES utilizará dados e informações dos programas nacionais existentes do 1º ciclo e iniciativas regionais (ex. Avaliação Intermediária da OSPAR) para desenvolver e promover uma implementação eficiente e rentável. , abordagem replicável e transparente para a implementação comum do MSFD no Atlântico Nordeste.

 

Designação do Projeto:   RAGES
Programa:   GRANTS FOR AN ACTION
Data de Início:   01/01/2019
Data de Conclusão:   30/06/2021
Orçamento Total:   854 770,00 € 
Apoio Financeiro:   662 288,00 € 
Orçamento ARDITI:   68 480,00 € 
Apoio Financeiro ARDITI:   54 784,00 €
Coordenador:   University College Cork, National University of Ireland, Cork,
Parceiros:   Department of Housing, Planning and Local Government,

Direção Regional dos Assuntos do Mar, Secretaria Regional do Mar Ciencia e Tecnologia, Governo Regional dos Açores (Regional Directorate for the Maritime Affairs),

Minstière de la Transition Écologique et Solidaire,

Institut National De L’Environnement Industriel et des Risques,

Dirección General de Sostenibilidad de la Costa y del Mar- Subdirección General para la Protección del Mar,

Universitat Politècnica de València,

Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos,

Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação Tecnologia e Inovação (ARDITI)

Instituto Español de Oceanografía,

Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa,

Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P.,

Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Governo Regional da Madeira – Direção Regional do Ordenamento do Território e Ambiente.

Site do Projeto:   http://www.msfd.eu/rages/rages.html

 

logo-ce-horizontal-en-quadri-hr.jpg

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03  E Inverted Icons WEB 04  E Inverted Icons WEB 11  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

 

 

 

 

 

Projeto MIMAR+

MIMAR Mais

O MIMAR + consolida e expande os avanços no conhecimento do MIMAR, tentando agrupar os agentes interessados em toda a região sob a cobertura de um Observatório Marinho dedicado a fazer uma avaliação real dos impactos que estão sendo gerados por espécies introduzidas e invasoras, HABs e as mudanças produzidas pelo aquecimento global e atividade humana em habitats marinhos, propondo metodologias comuns de monitoramento, controle e mitigação. Além disso, exportará todo o conhecimento científico adquirido e implementará um ambicioso programa de treinamento e conscientização sobre as mudanças que estão ocorrendo na área marinha e sua conservação.

 

Designação do Projeto:   MIMAR+
Programa:   PO-MAC
Data de Início:   01/11/2019
Data de Conclusão:   31/10/2022
Orçamento Total:   2 008 758,36 €
Apoio Financeiro:   1 707 444,61 €
Orçamento ARDITI:   123 393,96 €
Apoio Financeiro ARDITI:   104 884,87 €
Coordenador:   Viceconsejería de Medio Ambiente, Gobierno de Canarias
Parceiros:   Beneficiário Principal - Viceconsejería de Medio Ambiente, Gobierno de Canarias
Agencia Regional para o Desenvolvimento da Investigaçâo, Tecnologia e inovaçâo (ARDITI)
Universidad de Madeira (UMa)
Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC)
Universidad de La Laguna (ULL)
Instituto Tecnológico de Canarias
Dirección Regional de Ordenamiento del Territorio y Ambiente (DROTA)
Fundación Canaria Parque Científico Tecnológico (FCPCT-BEA)
Gestión del Medio Rural de Canarias
PARTICIPANTES DE PAÍSES TERCEIROS DO PROGRAMA (Cabo Verde, Senegal, Mauritânia)
DIRECTION DES AIRES MARINES COMMUNAUTAIRES
Federation Nationale de Peche
ACOPESCA. Autoridade Competente para os Produtos da Pesca
Asociación para la educación y gestión medioambiental.
PARTICIPANTES ASSOCIADOS (empresas privadas, entidades de outros territórios fora do espaço de cooperação, etc.)
Dirección General de Pesca, Gobierno de Canarias
Puertos Canarios
IAMC-CNR Istituto per l?Ambiente Marino Costiero, Consiglio Nazionale delle Ricerche
Site do Projeto:   http://mimarproyecto.com/

 

Image_29-11-2021_at_12.32.jpg 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03 E Inverted Icons WEB 06 E Inverted Icons WEB 09  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

Projeto MEMEX

MEMEX

 

O projeto MEMEX promove o património intangível e a coesão social dos imigrantes por meio de ferramentas colaborativas de gestão de património. O conceito é fornecer acesso inclusivo ao património cultural tangível e intangível e, ao mesmo tempo, facilitar encontros, discussões e interações entre comunidades em risco de exclusão social, unindo as suas experiências e memórias fragmentadas em histórias atraentes e geolocalizadas. O conteúdo recolhido será digitalizado e vinculado ao Património Cultural Europeu (CH) preexistente e implantado em três pilotos distintos para analisar as expectativas de comunidades deslocadas em três territórios: i) mulheres migrantes em Barcelona (ES), comunidades de ex-colónias em Lisboa (PT) e bairros prioritários em Paris (FR).

 

Designação do Projeto:   MEMEX
Programa:   H2020
Data de Início:   01/12/2019
Data de Conclusão:   30/11/2022
Orçamento Total:   3 995 036, 25 €
Apoio Financeiro:   3 995 036, 25 €
Orçamento ARDITI:   361 961,26 €
Apoio Financeiro ARDITI:   361 961,26 €
Coordenador:   FONDAZIONE ISTITUTO ITALIANO DI TECNOLOGIA - Italy,
Parceiros:   FONDAZIONE ISTITUTO ITALIANO DI TECNOLOGIA - Italy, MAPILLARY AB Sweden, ARDITI - AGENCIA REGIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA INVESTIGACAO, TECNOLOGIA E INOVACAO - ASSOCIACÃO - Portugal, NOHO LIMITED - Ireland, EY ADVISORY SPA - Italy, MICHAEL CULTURE - Belgium, FUNDACIO INTERARTS PER A LA COOPERACIO CULTURAL INTERNACIONAL - Spain, ECCOM CENTRO EUROPEO PER L'ORGANIZZAZIONE E IL MANAGEMENT CULTURALE - EUROPEAN CENTRE FOR CULTURAL ORGANISATION AND MANAGEMENT ASSOCIAZIONE - Italy, MAPA DAS IDEIAS - EDICOES DE PUBLICACOES LDA - Portugal
Site do Projeto:   https://memexproject.eu/en/home
 
flag_yellow_low.jpg   This project has received funding from the European Union’s Horizon 2020 research and innovation programme

Projeto LarSyS

iti larsys logo

O Laboratório Associado de Robótica e Sistemas de Engenharia (LARSyS) foi fundado em 2001 para conduzir pesquisas básicas e aplicadas em tecnologias de engenharia relevantes para aplicações industriais e desafios sociais. O LARSyS contribui para os novos desafios de investigação devido a:

  • Uma sólida formação científica em Sistemas, Ciência de Dados e Aprendizagem;
  • Uma abordagem interdisciplinar de sistemas técnico-sociais (STS) combina ferramentas analíticas e métodos de engenharia, com ciências sociais e ferramentas de design e métodos de investigação;
  • Uma motivação do mundo real, dirigida por aplicativos, para problemas sociais definidos em linhas temáticas;
  • Um envolvimento com as implicações sócio-económicas de problemas e soluções, levando a objetivos de desenvolvimento sustentável por meio de colaborações com a indústria, recomendações de políticas públicas e empresas derivadas.  
Designação do Projeto:   LARSyS
Programa:   FCT
Data de Início:   01/01/2020
Data de Conclusão:   31/12/2023
Orçamento Total:   4 040 759,00 € 
Apoio Financeiro:   4 040 759,00 € 
Orçamento ARDITI:   662 652,00 €
Apoio Financeiro ARDITI:   662 652,00 €
Coordenador:    
Parceiros:   ISR, IN+, MARETEC
Site do Projeto:   https://iti.larsys.pt/

 

2015 FCT H color

Projeto MARE-Madeira

MARE logo

MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente - é um centro de investigação científica, desenvolvimento tecnológico e inovação, com uma abordagem integradora e holística, concentrando grande diversidade de valências, capacidades e meios, com uma implantação territorial de âmbito nacional, que desenvolve as suas atividades de investigação orientadas para os problemas e desafios da sociedade, em estreita parceria com centros de investigação nacionais e internacionais.

É um centro multipolar, constituído por sete polos, seis em instituições de ensino superior portuguesas [Universidade de Coimbra (MARE-UCoimbra), Instituto Politécnico de Leiria (MARE-IPLeiria), Universidade de Lisboa (MARE-ULisboa), Universidade Nova de Lisboa (MARE-NOVA), ISPA - Instituto Universitário (MARE-ISPA), e Universidade de Évora (MARE-UÉvora), e um no arquipélago da Madeira (MARE-Madeira).

O MARE tem competências técnicas e científicas para abordar todos os ecossistemas aquáticos, incluindo bacias hidrográficas e áreas adjacentes, estuários, ecossistemas marinhos costeiros e oceânicos.

 

Designação do Projeto:   MARE-Madeira
Programa:   FCT
Data de Início:   01/01/2020
Data de Conclusão:   31/12/2023
Orçamento Total:   4 590 300,00 € 
Apoio Financeiro:   4 590 300,00 € 
Orçamento ARDITI:   453 947,14 €
Apoio Financeiro ARDITI:   453 947,14 €
Parceiros:   Universidade de Coimbra, FCiências.ID, ISPA, CRL, IPLeiria, Universidade de Évora, NOVA ID.FCT
Site do Projeto:   http://www.mare-centre.pt/pt

 

2015 FCT H colorEste projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 06 E Inverted Icons WEB 13 E Inverted Icons WEB 14

 

 

 

Projeto RELIABLE

Reliable logo com texto

 

O objetivo do projeto RELIABLE é desenvolver um painel público geográfico com informações em tempo real e de alta resolução espacial sobre os riscos à saúde dos ocupantes dos edifícios durante eventos climáticos extremos - ondas de calor e frio. Este painel irá melhorar os atuais sistemas de alerta em duas dimensões:

  1. melhorar os atuais modelos de previsão de risco, integrando novas fontes de dados públicos processados com algoritmos de aprendizagem máquina;
  2. aumentar a resolução espacial e temporal das advertências, se possível para o nível de subsecção estatística (BGRI).

Isso será feito através da coleta, agregação, processamento e modelação de quatro fontes de dados:

  1. A informação histórica relativa aos indicadores de saúde durante eventos climáticos extremos. É importante melhorar os modelos que correlacionam a incidência destes eventos com os eventos no sistema de saúde (pessoas que procuram tratamento de saúde, mortes), demografia (idade) e indicadores sociodemográficos (mais expostos e vulneráveis), bem como características do edificado (ano de construção, tipologia). Um dos aspetos centrais é atribuir a informação histórica ao nível BGRI, melhorando as camadas de informação existentes, e distinguindo efeitos como a localização exata da morte (por exemplo, hospital) e a residência real (por exemplo, lares de terceira idade) e a residência oficial/fiscal;
  2. Previsão do tempo com alta resolução espacial, onde informações detalhadas são calculadas à escala da BRGI. Os modelos de previsão serão melhorados tendo em conta os dados meteorológicos históricos e os dados de saúde (mortalidade, morbidade e outros indicadores);
  3. Os dados do censo nacional de 2011, que precisam ser atualizados, especialmente em relação à idade e aos indicadores sociodemográficos (o próximo censo será feito em 2021 e os dados estarão acessíveis em 2022). Isto será feito atualizando os dados do INE com novas fontes de dados, como informações digitais de municípios (por exemplo, informações fiscais sobre imóveis / IMI), imagens de satélite.
  4. A base de dados de mais de 1 milhão de certificados de desempenho energético de edifícios (EPC) já emitidos pela ADENE para estimar as condições de conforto térmico interior. Esta é a principal fonte de informação, pois permite estimar em detalhe a experiência de conforto térmico no interior dos edifícios.

O processamento conjunto e a análise de todos estes fluxos de dados permitirão desenvolver um novo modelo que calcule um novo indicador - semelhante aos indicadores de alerta ICARO e FRIESA - à resolução da subsecção estatística BGRI (que divide Portugal em 178 364 áreas geográficas), que correspondem em ambientes urbanos a uma rua ou em áreas rurais a casas/lugares. A resolução atual é ao nível distrital (18 no continente e 2 nos arquipélagos).

O modelo e os dados estarão disponíveis num painel público que pode ser incorporado nos sites de diferentes autoridades públicas (ADENE, INSA, serviços municipais) e as informações serão atualizadas a cada 6 horas (a resolução temporal mínima dos modelos de previsão meteorológica). O painel terá uma API que permitirá que qualquer pessoa receba alertas diretos sobre um local específico (por exemplo, gestores de casas de repouso ou cidadãos que desejem receber avisos específicos sobre as residências de seus pais/familiares).

  

Designação do Projeto:   RELIABLE
Programa:   FCT
Data de Início:   01/01/2020
Data de Conclusão:   31/12/2022
Orçamento Total:   239 538,25 € 
Apoio Financeiro:   239 538,25 € 
Orçamento ARDITI:   32 608,25 €
Apoio Financeiro ARDITI:   32 608,25 €
Coordenador:   Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e o Desenvolvimento (ISTID)
Parceiros:   Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e o Desenvolvimento (IST-ID), ADENE - Agência para a Energia, Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSARJ)
Site do Projeto:   http://reliable.tecnico.ulisboa.pt/

 

 

2015 FCT H color

Projeto HOTMIC

Menos de aproximadamente 10% do plástico que entra no oceano pode ser contabilizado atualmente, provavelmente devido à fragmentação em pequenos microplásticos (MP) não quantificados por técnicas modernas ou à exportação da superfície do oceano. Não se sabe quantos detritos de plástico realmente flutuam na superfície do oceano, quais mecanismos controlam o transporte e o destino do plástico da terra para o mar profundo e que impacto ecológico isso pode ter.

O projeto HOTMIC visa abordar essas lacunas de conhecimento, concentrando-se num modelo de ligação terra-oceano entre a Europa Ocidental e o corrente do Oceano Atlântico Norte. O objetivo do HOTMIC é mapear a distribuição de MP, incluindo partículas <10μm e microfibras, na água, sedimentos e biota desde o oceano costeiro até o giro do oceano aberto e o mar profundo. Este projeto quantificará os processos que controlam o transporte lateral e vertical de MP, incluindo bioincrustação, (bio) agregação e deposição, para incorporação em modelos oceânicos globais. Para entender o destino do MP no oceano, o HOTMIC examinará as assinaturas de intemperismo microplástico durante o transporte marítimo e avaliará os mecanismos predominantes que criam a assinatura de intemperismo, incluindo os efeitos biológicos da bioestruição e ingestão.

  

Designação do Projeto:   HOTMIC
Programa:   JPI Oceans / FCT
Data de Início:   01/09/2020
Data de Conclusão:   31/08/2023
Orçamento Total:   125 000,00 € 
Apoio Financeiro:   125 000,00 € 
Orçamento ARDITI:    
Apoio Financeiro ARDITI:    
Coordenador:    
Parceiros:   GEOMAR Helmholz Zentrum für Ozean Forschung Kiel, Institute of Hydrochemistry (IWC), Chair of Analytical Chemistry and Water Chemistry, Technical University of Munich (TUM) Department of Chemistry, University of Southern Denmark Biology, Instituto Português do Mar e da Atmosfera Division of Oceanography and Marine Environment, Università di Pisa Department of Chemistry and Industrial Chemistry, Ghent University Marine Biology, University of Tartu Estonian Marine Institute
Site do Projeto:   https://www.hotmic.eu/

 

 JPI Oceans logo darkblue

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

 E Inverted Icons WEB 04  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

Projeto Islands of Innovation

Islands of Innovation

As regiões insulares europeias enfrentam vários desafios: perda de população, isolamento, ambientes vulneráveis ​​e actividade económica limitada, que é frequentemente de pequena escala e centra-se em poucos sectores económicos, como a agricultura e o turismo, devido às características territoriais das regiões insulares. Uma das maiores ameaças enfrentadas pelas ilhas, é a perda de população devido a oportunidades de trabalho limitadas, especialmente os jovens talentos. No entanto, as ilhas têm algumas vantagens em relação ao continente: tendem a ser mais autónomas, com maior envolvimento da comunidade e situação de isolamento que pode desencadear inovação e proporcionar um ambiente distinto, para a implementação experimental de soluções inovadoras. Por conseguinte, as regiões insulares deste projecto querem abordar as oportunidades de diversificação das suas economias melhorando as suas políticas de inovação. O foco do projeto é investigar e melhorar as medidas de política pública para transformar as ilhas em "bancos de ensaio" de inovação: ilhas como inovação promocional, ambiente experimental de "sondagem e aprendizagem" que pode manter e atrair pessoas jovens e inovadoras e atividades para as ilhas. Isto será feito através de melhorias políticas, sessões de aprendizagem, desenvolvimento de planos de acção, identificação e partilha de boas práticas e trabalho activo nas ilhas com o envolvimento de grupos de interessados ​​regionais. O projecto recolherá e divulgará os conhecimentos adquiridos no directório de boas práticas e no guia de inovação para as regiões insulares.


A parceria do projecto inclui ilhas geográficas ou regiões insulares / arquipélagos dos Países Baixos, Dinamarca, Portugal, Estónia, França e Grécia.

 

Designação do Projeto:   Islands of Innovation
Programa:   Interreg Europe
Data de Início:   01/01/2017
Data de Conclusão:   30/09/2022
Orçamento Total:   1.634.119,00€
Apoio Financeiro:   1.367.830,55€
Orçamento ARDITI:   211.706,00€
Apoio Financeiro ARDITI:   158.779,50€
Coordenador:   Province of Fryslân
Parceiros:   Province of Fryslân (NL); Samsoe Energy Academy (DK); ARDITI (PT); Kuressaare City Government (EE); Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas, ­ Governo Regional dos Açores (PT); CANBT (FR)
Site do Projeto:   https://www.interregeurope.eu/islandsofinnovation/



Interreg Europe logo RGB

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

E Inverted Icons WEB 03 E Inverted Icons WEB 09 E Inverted Icons WEB 11  E Inverted Icons WEB 12  E Inverted Icons WEB 14

 

 

 

Projeto Whale Tales

WhaleTales logo cor

The mythic sperm whale (Physeter macrocephalus) has long been inspiring tales, taking the ocean to all corners of the world. Yet, this species is listed in the Red List of the IUCN as ‘Vulnerable’, mainly due to population reduction caused by commercial whaling carried out until recently. This apex predator may thus be considered an ambassador of the marine ecosystem, playing as bioindicator of the oceans’ health and being ideal to raise awareness in the general public for the promotion of marine habitats. The Whale Tales Project aims to increase our scientific knowledge on the habitat use and health status of the sperm whale in the insular environments of the Macaronesia, with a strong link with the general public. A multi-disciplinary and innovative approach from the field of movement ecology and physiology/toxicology will be used, covering effort-related visual surveys, photographic-identification (of the animals’ tails), satellite-linked biologgers, skin biopsies, or plastic tracers. The awareness and stimulation of good practices for the general public, as well as the project dissemination, will be based mainly on multimedia tools (such as near-real time visors) and will involve the local community/stakeholders. It is expected that the Whale Tales Project acquires valuable information that is still in the ‘darkness’ of the depths, which will promote positive attitudes towards conservation in general.

 

Designação do Projeto:   Whale Tales
Programa:   Fundo para a Conservação dos Oceanos
Data de Início:   01/01/2019
Data de Conclusão:   31/12/2022
Orçamento Total:    
Apoio Financeiro:    
Orçamento ARDITI:   50.000,00€
Apoio Financeiro ARDITI:   50.000,00€
Coordenador:   MARE-Madeira
Parceiros:    
Site do Projeto:   https://www.facebook.com/whaletalesproject/

 

Fundo para a conservacao dos oceanos

 

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS):

 E Inverted Icons WEB 14

 

 

 

Projeto Centro de Química da Madeira - CQM+

 

CQM2

Com o principal objetivo de reforçar os indicadores de I&DT da RAM, bem como o potencial de investigação e inovação no CQM, a operação vai desenvolver-se em torno de 4 grandes projetos de investigação centrados em torno de aplicações concretas.

PROJETO 1: “+ COMBATE AO CANCRO”

OBJETIVO: Desenvolver novas abordagens de diagnóstico e terapêutica do cancro baseadas em técnicas de análise metabolómica e de nanomedicina.

AÇÕES ESPECÍFICAS A REALIZAR:
(1) O estudo de marcadores precoces do cancro (em particular, dos prevalentes na RAM como o cancro da mama e do pulmão) utilizando metodologias de diagnóstico não invasivas em fluídos biológicos (urina, saliva, ar exalado) e biópsias; relacionar estes marcadores com os presentes em linhas celulares cancerígenas. Fundamentalmente, serão aqui utilizadas as técnicas de Espectrometria de Massa, Cromatografia Líquida e Gasosa, e ainda Ressonância Magnética Nuclear.
(2) A síntese química, caracterização analítica (usando as técnicas de Ressonância Magnética Nuclear, Espectrometria de Massa, Espectroscopia de Ultravioleta e Infravermelho, Microscopia Electrónica e outras) e avaliação biológica (em células de origem cancerígena cultivadas in vitro) de novos metalo-fármacos contendo ruténio e platina.
(3) O desenvolvimento de nanomateriais (polímeros, exosomas, nanoargilas e materiais á base de carbono) através de métodos de síntese química ou físicos, que sirvam de veículos para fármacos convencionais usados no tratamento do cancro, por forma a tornar o tratamento mais direcionado e diminuir os possíveis efeitos colaterais; será feita a caracterização físico-química destes nanomateriais (usando as técnicas de Ressonância Magnética Nuclear, Espectrometria de Massa, Espectroscopia de Ultravioleta e Infravermelho, Microscopia Electrónica e outras) e a sua eficiência será avaliada em células de origem cancerígena cultivadas in vitro.
(4) O desenvolvimento de agentes de contraste para imagiologia médica (ressonância magnética/tomografia axial computorizada) à base de polímeros sintéticos e nanopartículas (em particular, de óxidos metálicos) por forma a substituir os actualmente em uso (à base de compostos de gadolínio e iodo que apresentam uma toxicidade elevada). Será realizada a síntese química, caracterização analítica (usando as técnicas de Ressonância Magnética Nuclear, Espectrometria de Massa, Espectroscopia de Ultravioleta e Infravermelho, Microscopia Electrónica e outras) e avaliação biológica in vitro/in vivo dos agentes de contraste.

PROJETO 2: “+ VALOR AGRO-ALIMENTAR”

OBJETIVO: Caracterizar produtos de origem agrícola/alimentar tendo em vista a melhoria da sua qualidade e segurança, bem como a sua valorização comercial.

AÇÕES ESPECÍFICAS A REALIZAR:
(1) A caracterização física e química de materiais de origem vegetal (por técnicas de Cromatografia Líquida e Gasosa, Espectrometria de Massa, e Espectroscopia de Ultravioleta e Infravermelho), visando um conhecimento científico mais aprofundado do património agrícola e natural da RAM.
(2) A extracção, purificação e caracterização (por técnicas de Cromatografia Líquida e Gasosa, Espectrometria de Massa, Ressonância Magnética Nuclear e Espectroscopia de Ultravioleta e Infravermelho) de moléculas com potencial para serem usadas na indústria farmacêutica ou alimentar a partir de recursos de origem vegetal.  O efeito biológico destas moléculas (ex: capacidade antioxidante) será avaliado in vitro usando culturas de células.
(3) O desenvolvimento de novas abordagens analíticas (sobretudo metodologias relacionadas com as Técnicas Cromatográficas) para o controle da qualidade alimentar em produtos naturais e processados, sobretudo os de particular interesse para a economia da RAM (ex: o Vinho Madeira, o mel de cana e, ainda, frutos e legumes diversos), tendo em vista a melhoria das suas propriedades e valorização comercial.

PROJETO 3: “+ COMBATE ÀS DOENÇAS (RE)EMERGENTES”

OBJETIVO: Desenvolvimento de novas ferramentas de diagnóstico/tratamento de doenças como a febre do Dengue, Zika e Malária.

AÇÕES ESPECÍFICAS A REALIZAR:
(1) O desenvolvimento de sensores à base de nanomateriais, nomeadamente de dendrímeros, para a detecção dos vírus das Febres do Dengue e do Zika em amostras biológicas. Em particular, investigar o efeito multivalente dos dendrímeros no aumento da sensibilidade e selectividade dos sensores. Nesta acção, serão sintetizadas novas moléculas dendriméricas para incorporação nos sensores.
(2) A síntese química, caracterização analítica (usando as técnicas de Ressonância Magnética Nuclear, Espectrometria de Massa, Espectroscopia de Ultravioleta e Infravermelho, Microscopia Electrónica e outras) e avaliação biológica in vitro (em células infectadas com vírus, ex: Dengue, Zika, HIV) de novos metalo-fármacos contendo ruténio e platina com acção antiviral. Ainda, a avaliação destes novos compostos como agentes antimaláricos.

PROJETO 4: “+ VALOR RECURSOS MARINHOS”

OBJETIVO: Valorização de recursos marinhos para o desenvolvimento de produtos biomédicos inovadores

AÇÕES ESPECÍFICAS A REALIZAR:
(1) O desenvolvimento de nanomateriais para utilização em medicina a partir de materiais de origem marinha, nomeadamente polissacáridos (ex: alginato, quitosano) e materiais inorgânicos (ex: carbonatos e fosfatos de cálcio). Estes nanomateriais terão a finalidade de actuar como transportadores de fármacos ou genes, ou ainda poderão ser usados em medicina regenerativa.
(2) A extracção, purificação e caracterização (por técnicas de Cromatografia Líquida e Gasosa, Ressonância Magnética Nuclear, Espectrometria de Massa, e Espectroscopia de Ultravioleta e Infravermelho) de moléculas com potencial para serem usadas na indústria farmacêutica, cosmética ou alimentar a partir de produtos marinhos, sobretudo aqueles que são considerados resíduos da indústria pesqueira.  O efeito biológico destas moléculas (ex: capacidade antioxidante, efeito anticancerígeno) será avaliado in vitro usando culturas de células.

 

Designação do Projeto:   Centro de Quimica da Madeira - CQM+
Código do Projeto:   M1420-01-0145-FEDER-000005
Objetivo Principal:   Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação 
Região de Intervenção:   Região Autónoma da Madeira
Entidade Beneficiária:   Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação
Data de Aprovação:   23-02-2017
Data de Início:   01-04-2017
Data de Conclusão:   31-05-2022
Custo Total Elegível:   1.981.117,91€
Apoio Financeiro
da União Europeia - FEDER:
  1.683.950,22€
Site do Projeto:   https://cqm.uma.pt/

 

 

Cores FEDER

 

 

Projeto Clean Atlantic

LogoCleanAtlantic.png

 

O Projeto CleanAtlantic visa proteger a biodiversidade e os serviços ecossistêmicos no Espaço Atlântico, melhorando a capacidade de monitorizar, prevenir e remover (macro) lixo marinho. O projeto também contribuirá para aumentar a conscientização e mudar atitudes entre as partes interessadas e para melhorar os sistemas de gestão do lixo marinho.
Os principais objetivos do projeto são:

  • Traçar um panorama da situação atual, conhecimento existente, dados e iniciativas nas regiões do Atlântico e definição de lacunas.
  • Revisão dos sistemas atuais para monitorar e registar lixo marinho e fornecer protocolos, ferramentas e indicadores para atender às necessidades de monitorização.
  • Desenvolvimento de ferramentas de modelagem para prever a origem, a circulação e o destino do lixo marinho e elaboração de mapas regionais de pontos quentes de acumulação usando modelos, tecnologias de sensores remotos e sistemas aéreos, superficiais e submarinos.
  • Abordar a prevenção através do desenvolvimento de melhores práticas para reduzir insumos da pesca e dos setores portuários.
  • Combater a remoção do lixo marinho através da implementação de iniciativas de pesca de lixo, reduzir a presença de “artes de pesca abandonadas e descartadas abandonadas” no leito do mar e desenvolver as melhores práticas para limpeza rotineira de lixo de praia pelas autoridades locais.
  • Proporcionar atividades de formação e sensibilização dirigidas a vários públicos e transferir os resultados dos projetos para as autoridades competentes e os principais interessados, a fim de melhorar a gestão e facilitar a implementação da Diretiva DQEM (Diretiva-Quadro Estratégia Marinha).

 

Designação do Projeto:   Clean Atlantic
Programa:   Interreg Atlantic Area
Data de Início:   01/09/2017
Data de Conclusão:   30/06/2023
Orçamento Total:   3.244.641,03€
Apoio Financeiro:   2.433.480,79€
Orçamento ARDITI:   175.907,36€
Apoio Financeiro ARDITI:   131.930,52€
Coordenador:   CETMAR
Parceiros:   CETMAR (ES); INTECMAR (ES); IEO (ES); USC (ES); CEDRE (FR); IFREMER (ES); MI (IE); DGRM (PT); IST (PT); CEFAS (UK); DROTA (PT); CPMR (FR); ARDITI (PT) - Associated partmers: DGSCM. MAPAMA (ES); OSPAR (UK); DHPLG (IE); MEEM (FR); DEFRA (UK)
Site do Projeto:   www.cleanatlantic.eu

 

logo-AA.png

Projeto CIVITAS-DESTINATIONS

CIVITAS Initiative

 

O projecto CIVITAS-DESTINATIONS enquadra-se na iniciativa CIVITAS 2016-2020, reúne parceiros de 11 países europeus, aos quais se junta ainda a China, e é financiado diretamente pela Comissão Europeia no âmbito do programa "H2020-EU.3.4. - SOCIETAL CHALLENGES - Smart, Green And Integrated Transport", na call "MOBILITY for GROWTH 2014-2015 - MG-5.5a-2015 - Demonstrating and testing innovative solutions for cleaner and better urban transport and mobility". Foi uma das 3 candidaturas aprovadas entre as cerca de 40 submetidas.

O coordenador europeu do projeto é a empresa Horários do Funchal (HF) e, a nível regional são ainda parceiros, a ARDITI (Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação), a Câmara Municipal do Funchal (CMF), a AREAM (Agência Regional de Energia e Ambiente da Madeira) e a Secretaria Regional da Economia Turismo e Cultura (SRETC). Os restantes parceiros europeus são da França, Itália, Espanha, Chipre, Malta, Grécia, Alemanha, Reino Unido, Roménia e Bélgica. As cidades envolvidas são todas insulares e são o Funchal (Madeira, PT), Las Palmas (Canárias, ES), Limassol (CY), Portoferrio + Rio Marina (Elba, IT), Rethymnon (Creta, GR) e La Valletta (MA).

A ARDITI participa em 4 medidas regionais, liderando duas delas: uma no âmbito do "Smart sensing/metering and user generated content to improve planning and mobility services – MAD2.2" e outra no âmbito da "Gamification as a way to induce behavioural change in Mobility – MAD6.1". Para além desta coordenação a Agência participa ainda em outras duas medidas subordinadas aos temas:  "Smart PT traveller information service – MAD7.3" e "Green credits: A Business Model for Mobility, Sustainability and Tourism – MAD6.2".

O projecto teve o seu início a 01/09/2016, tem uma duração prevista de 48 meses (4 anos) e um orçamento total de 4,5 Milhões de Euros para os parceiros regionais (Madeira), com um co-financiamento médio da Comissão Europeia de 89% (4 Milhões de Euros). A este projecto corresponde o grant agreement Nº 689031 (nº do contrato de projeto com a Comissão Europeia).

Para além do CIVITAS-DESTINATIONS, nesta call foram aprovados apenas mais 2 projetos de “living lab” desta natureza, sendo que os outros dois são o CIVITAS-PORTIS e o CIVITAS-ECCENTRIC (mais informação em http://www.civitas.eu).

 

Designação do Projeto:   CIVITAS-DESTINATIONS
Programa:   H2020
Data de Início:   01/09/2016
Data de Conclusão:   31/08/2020
Orçamento Total:   19 975 902 €
Apoio Financeiro:   17 874 948,01 €
Orçamento ARDITI:   384 696,25 €
Apoio Financeiro ARDITI:   384 696,25 €
Coordenador:   Horários do Funchal, Transportes Públicos, S.A.
Parceiros:   Horários do Funchal, Transportes Públicos, S.A., Câmara Municipal do Funchal, Agência Regional da Energia e Ambiente da Região Autónoma da Madeira (AREAM), Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura (SRETC), Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação (ARDITI), Municipality of Rio Marina, Municipality of Portoferraio, CTT-Nord, Gestione Associata Turismo dell’Isola d’Elba, MemEx, Institute of Studies for the Integration of Systems (ISIS), Guaguas Municipales, Ayuntamiento Las Palmas, Sagulpa, SA, Ingeniería Electrónica Canaria S.L, Limassol Tourism Development and Promotion Company Ltd (LTC), Municipality of Limassol, Stratagem Energy Ltd, Municipality of, Rethymno, Technical University of Crete, Transport Malta, Valletta Local Council, Malta Local Council Association, Ministry for Tourism -MTA, Insight Innovation GmbH, Euro Project Consult (EPC), CINESI Transport Consultants, VECTOS, European Integrated Projects (EIP), Conference of Peripheral Maritime Regions of Europe (CPMR), SUSTAINABLE SERVICES GV21
Site do Projeto:   http://www.civitas.eu

 

 

civitas 2020 logo web

Pesquisa

Copyright © 2022 ARDITI