Ep. 28 | Annalisa Sambolino: bióloga estuda presença de microplásticos e de substâncias químicas derivadas na cadeia trófica marinha

A bióloga Annalisa Sambolino, estudante doutoranda no curso de biologia da Universidade da Madeira (UMa), trabalha atualmente no laboratório de Biomateriais, Bio-análises e Biotecnologia da UMa, em conjunto com o MARE (Madeira)/Observatório Oceânico da Madeira (OOM). O seu projeto de doutoramento trata da presença de microplásticos e de substâncias químicas derivadas, ou seja, aditivos plásticos, na cadeia trófica marinha.

A investigadora assume, como conhecimento geral, que "estas substâncias podem induzir efeitos adversos para a saúde, atuando como desreguladores endócrinos, mesmo em concentrações muito baixas, e afetando a reprodução ou outras funções fisiológicas e metabólicas". O objetivo da sua investigação "é avaliar o nível de contaminação de microplásticos e de ftalatos numa cadeia trófica de ambiente pelágico, que é um ambiente ainda pouco conhecido, com particular atenção nos golfinhos e baleias, que representam predadores de topo, como nós", explica. 

As amostras a analisar são recolhidas nas águas pelágicas a sul da costa da Madeira, e incluem amostras de zooplâncton, pequenos peixes pelágicos e cefalópodes, que constituem as presas dos cetáceos, e biopsias de cetáceos.

 

Oiça aqui: