Reunião de arranque do projeto Observatório do Atlântico

Decorreu no dia 11 de dezembro, por videoconferência, a reunião de arranque do projeto Observatório do Atlântico – Infraestrutura de Dados e Monitorização, que tem como promotor o IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera, como parceiros nacionais a ARDITI através do Observatório Oceânico da Madeira (na Madeira) e o Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (nos Açores). O projeto será desenvolvido e implementado em estreita cooperação com parceiros dos Estados Doadores Noruega (Institute of Marine Research; Norwegian University of Science and Technology e The University of Bergen) e Islândia (Marine and Freshwater Research Institute), beneficiando da troca de experiências e e garantindo parcerias sustentáveis a longo prazo.

O Observatório do Atlântico pretende criar uma infraestrutura de aquisição, agregação e disponibilização de dados oceanográficos que potencie a investigação e monitorização do Oceano Atlântico, pautando-se pela gestão sustentável dos recursos marinhos. Com um orçamento de 2M€ (100% financiado pelo EEA-Grants), permitirá o reforço dos meios existentes de monitorização oceânica na comunidade portuguesa de investigação marinha, através da aquisição de equipamentos de última geração: um glider, três flutuadores ARGO e um sistema de radares costeiros de alta frequência.

O projeto é financiado pelo Programa Crescimento Azul do EEA Grants 2014-2021. operado pela Direção-Geral de Política do Mar.